122017abr
A importância da família para os pacientes com depressão

De acordo com a OMS – Organização Mundial de Saúde, até 2020 a depressão será a principal doença mais incapacitante em todo o mundo e a segunda causa de mortes mundiais por doença, após as doenças coronárias. Os dados são preocupantes e refletem o alcance da doença. Quem sofre sabe o quanto essa condição é dolorosa e incapacitante, mas o sofrimento não é exclusivo de quem tem depressão, é também dos familiares e das pessoas que estão mais próximas, principalmente por não saberem como lidar com a doença.

E qual o papel da família? O que fazer para ajudar alguém com depressão?

A família é fundamental, pois é nela que o paciente encontra apoio e conforto. Seguem abaixo algumas dicas de como os familiares de pessoas com depressão podem agir. Vamos a elas:

A atitude mais importante é assegurar que a pessoa com depressão esteja em tratamento, e com um médico psiquiatra da confiança da família e da própria pessoa. Procure ajuda, não espere a doença piorar.

  1. Seja paciente. Muitas vezes a convivência com pessoa deprimida fica muito difícil, por isso, respire fundo e não perca a paciência.
  2. Entenda que depressão é uma doença, a pessoa não está neste estado porque escolheu estar assim. Por isso, o tratamento com médico psiquiatra é tão importante.
  3. Saiba ouvir, por mais cansativo que seja. É importante dar atenção à pessoa deprimida, mostrando a ela que você entende o quão difícil é esse momento. Aproveite e destaque a importância de cumprir o tratamento conforme as orientações médicas.
  4. Respeite. É importante saber respeitar o momento do paciente. Claro que você pode incentivar a pessoa a desenvolver alguma atividade, mas caso ela recuse, respeite. O que parece muito simples para uma pessoa saudável pode ser insuportável para quem está deprimido.
  5. Acompanhe o tratamento, esteja sempre em contato com o médico, avise-o se perceber mudanças bruscas. Verifique se a pessoa está seguindo o tratamento.
  6. Informe-se sobre a doença, leia sobre os tratamentos, consulte livros, acompanhe depoimentos de quem já passou por esta situação.
  7. Em momentos muito difíceis, em que você está esgotado e não sabe mais o que falar, ofereça seu carinho. Um abraço silencioso e apertado pode ajudar, e muito!
  8. Não esqueça de você. Cuide-se, tenha um tempo só para você e faça isso sem culpa.

Aqui no IPAN somos especializados no tratamento da depressão e, embora a doença não tenha cura, pode ser controlada com medicamentos, psicoterapia e, em alguns casos, com Estimulação Magnética ou Eletroconvulsoterapia. No entanto, para o êxito dos tratamentos, são fundamentais algumas mudanças no estilo de vida dos pacientes, como o fim do consumo de substâncias psicoativas (cafeína, anfetaminas e álcool, por exemplo), o desenvolvimento de hábitos saudáveis de alimentação, sono regular, redução dos níveis de estresse e atividades físicas. E vale lembrar que a manutenção do tratamento, assim como o acompanhamento da família, ajudam a prevenir recaídas e instabilidade emocional, contribuindo para a qualidade de vida do paciente e de sua família.

Se alguém de sua família está sofrendo de depressão, agende uma consulta: somos especialistas no tratamento da depressão.

Agende uma consulta

Se você quer saber mais sobre os tratamentos do IPAN ou quer ser avaliado por um de nossos especialistas, entre em contato para agendar uma consulta.
Tel.: (11) 5083-0342
(11) 9-9614-1537

Muito obrigado!

Localização

Rua Vergueiro, 1855 – Cj 46 – Vila Mariana – São Paulo – SP

Quem já foi tratado no IPAN  

  • Sei que a formação técnico teórico é muito importante. Mas nada supera profissionais humanizados e empáticos com são Dra Marina que é uma lady e Dr Moacyr um lord , sempre disposto a dar explicações claras sobre o tratamento e orientação que pacientes e familiares tanto necessitam na vigência de doenças tão sérias como a depressão. Eu e minha família...
    V.C.

    Atibaia, 2019.

  • Curei da depressão graças a esse tratamento de estimulação magnética! D.T. ——- *Estes testemunhos são relatos subjetivos, não havendo garantia de melhora para todos que se submetem a estas técnicas. A melhora com o tratamento depende de muitos fatores, variando muito de paciente para paciente. Consulte o seu médico para ver o que é mais indicado para o seu caso.
    D.T.

    São Paulo, 2018.

  • Caro Dr. Moacyr! Agradeço a boa-vontade e o cuidado com profissionalismo nesta sua atividade tão importante e tão delicada! Médico fez-se… com muito estudo e determinação O humano sofrimento – especialmente o do cárcere mental, Aguarda esperançoso tua ação inteligente que alivie-o ou cure-o Cada um, cada pessoa, com seus diferentes problemas Incutindo-lhe o amor fraternal e desejo maior de...
    M.P.

    São Paulo, 2018.