O que é Fobia?

Pelo Dicionário da Língua Portuguesa, “fobia” é sinônimo de medo, aversão, repugnância, terror. Para os, psiquiatras, Fobia é um medo excessivo e desproporcional ligado a um determinado fator, ou seja, uma reação fóbica é uma liberação aguda de medo em relação a um fator desencadeante, que pode ser, por exemplo:

  • Medo de avião;
  • Medo de algum tipo de animal;
  • Medo de algumas situações, como falar em público ou dirigir;
  • Medo de contrair uma doença, como por exemplo, uma vírus, bactéria;
  • Medo de água, entre outros.

Quais os principais tipos de Fobia?

  • Fobia Social:

Na Fobia Social a pessoa tem medo de situações em que há a necessidade de se relacionar com outras pessoas, principalmente pessoas estranhas. Ir a festas ou assinar cheques em público, por exemplo, podem ser situações desencadeantes de sintomas ansiosos internos. Nesses casos, o convívio social costuma ser evitado, causando prejuízos à vida social de quem sofre com a doença.

  • Fobia Simples:

Nas Fobias Simples os medos estão associados a objetos ou situações específicas. Algumas fobias se aproximam a medos fisiológicos (cobras e ratos), outras tendem a ser mais desproporcionais ao risco (medo de barata, por exemplo). Existem fobias a situações como, por exemplo, utilizar elevadores (claustrofobia, que inclui lugares fechados em geral), alturas elevadas (aerofobia), e muitas outras.

Como combater a Fobia?

Para combater a Fobia é recomendado a abordagem comportamental, aliada ao uso de medicamentos ansiolíticos (calmantes), antidepressivos e betabloqueadores, quando necessário. As técnicas de dessensibilização, que podem ser mentais ou reais, são muito utilizadas. O método consiste em fazer a exposição progressiva ao fator fóbico, a fim de que a pessoa possa enfrentar seus medos e, gradativamente, até superá-los (em treinamentos para falar em público, por exemplo, esse princípio é utilizado).

Dra. Marina Odebrecht Rosa, CRM: 107447 – SP | RQE: 47901. Dr. Moacyr Alexandro Rosa, diretor técnico, CRM: 69816 – SP | RQE: 47876. IPAN – Instituto de Psiquiatria Avançada e Neuromodulação. Todos direitos reservados. O texto pode ser usado desde que a fonte seja citada.

Referências:

  • American Psychiatric Association (APA). Diagnostic and statistical manual of mental disorders: DSM-V. 5th ed. APPI – American Psychiatric Association / John Scott and Company; 2013.
  • Aurélio Buarque de Holanda. Dicionário da Língua portuguesa. Editora Positivo, 1975.
  • Benjamin J. Sadock, Virginia A. Sadock and Pedro Ruiz. Kaplan and Sadock’s Comprehensive Textbook of Psychiatry. LWW; Ed.: Tenth, 2 Vol, 2017.