122005mar

Avaliação dos fatores de aderência ao tratamento medicamentoso entre pacientes brasileiros com esquizofrenia

Este artigo analisa a não aderência ao tratamento em pacientes com esquizofrenia, que chega a 50%. Um grupo de pacientes portadores de esquizofrenia em tratamento ambulatorial foi acompanhada por um ano para que os médicos avaliassem a taxa de aderência e as principais diferenças entre pacientes aderentes e não aderentes.

“Avaliação dos fatores de aderência ao tratamento medicamentoso entre pacientes brasileiros com esquizofrenia”. Moacyr Alexandro Rosa, Marcolin, M. A. and Elkis, H. Rev. Bras. Psiquiatr. 2005, vol.27, n.3, pp. 178-184.