Poesia de autoria de JP, escrita durante o tratamento com EMTr!

Se somos viagem elétrica

Energia liberada ou travada

Ao trem subi

Derramei no meu olhar vazio/melancólico

Trilhos esparsos

Impulsos e contrações me permiti

Estímulos repetitivos consumi

Irônico sorri

Por desconhecer o caminho que percorri

——-
*Estes testemunhos são relatos subjetivos, não havendo garantia de melhora para todos que se submetem a estas técnicas. A melhora com o tratamento depende de muitos fatores, variando muito de paciente para paciente. Consulte o seu médico para ver o que é mais indicado para o seu caso.

J.P.F., 51 anos

Administrador, Porto Alegre, 2014